O que é Wi-Fi 6?

o que é wi-fi 6

Mais do que oferecer mobilidade no ambiente organizacional, a rede sem fio proporciona agilidade operacional e, consequentemente, maior produtividade nas empresas. No entanto, com a integração de tecnologias disruptívas à rotina das organizações, a internet sem fio evoluiu para o Wi-Fi 6. Você sabe o que é Wi-Fi 6 ou então como ele funciona?

Considerada o padrão mais avançado de rede sem fio do mercado, o Wi-FI 6 é capaz de suportar vários dispositivos integrados sem perder a velocidade. E o melhor, com total segurança e usabilidade.

Continue sua leitura e entenda mais sobre o que é Wi-Fi 6 e quais vantagens ela pode oferecer para a sua empresa!

Quais são os tipos de Wi-fi disponíveis?

Para que consiga compreender o que é Wi-fi 6, é interessante conhecer primeiramente os tipos de Wi-Fi disponíveis no mercado.

Responsável por introduzir a tecnologia Wi-fi no Brasil, o grupo Wi-Fi Alliance define os seguintes tipos de Wi-fi com o número padrão IEEE 802.11, seguido do ano de implantação da tecnologia. Sendo assim, entre os tipos de Wi-FI que existem atualmente, estão:

  • 1-802.11b (1999);
  • 2-802.11a (1999);
  • 3-802.11g (2003);
  • 4-802.11n (2009);
  • 5-802.11ac (2014)
  • 6-802.11ax (2019)

Como identificar o padrão disponível?

A nomenclatura para os padrões Wi-Fi é confusa. E isto, muitas vezes, não permite que as pessoas entendam qual a melhor rede para se conectar.

Pensando nisso, a Wi-Fi Alliance anunciou um novo método de identificação sobre as gerações de tecnologia de rede sem fio. O que antes seguia o padrão 802.11ax, agora passará a se chamar apenas Wi-Fi 6. Além disso, será desenvolvido símbolo de Wi-Fi para cada padrão.

O que é Wi-fi 6?

o que é wi-fi 6

Para você que ainda não sabe o que é Wi-fi 6, esta corresponde a versão mais recente da tecnologia de rede sem fio no padrão IEEE 802.11ax.

Esta nova versão surgiu para suprir a demanda cada vez mais crescente de dispositivos conectados a internet. Algo que os padrões de redes WI-FI anteriores já não conseguiam mais fazer.

Uma pesquisa feita pela Cisco estima que até 2022 haverão cerca de 28,5 bilhões de dispositivos conectados à internet. Com isso, prover uma nova rede capaz de suportar todos esses dispositivos sem perder a qualidade da conexão é fundamental.

Desde o seu lançamento, a sexta geração de internet sem fio representa um salto gigantesco do padrão Wi-Fi 5G. Isso porque, além de garantir uma maior velocidade de navegação, essa nova rede também permite um maior número de conexões simultâneas entre outros benefícios conforme veremos mais adiante.

Como funciona?

Tão importante quanto saber o que é Wi-fi 6, é entender como funciona essa nova tecnologia. Na prática, o Wi-Fi 6 funciona da mesma forma que os demais tipos de Wi-Fi. Ou seja, ela utiliza ondas de rádio para transferir informações pela Internet.

No entanto, em condições normais, a conexão Wi-Fi 6 consegue atingir taxas de transmissão superiores a 1200 Mb/s. Enquanto isso, o Wi-Fi 5 só atingir algo em torno de 860 Mb/s.

Além disso, vale mencionar que essa rede só funciona em dispositivos compatíveis. Ou seja, para usufruir de todos os seus benefícios, tanto o roteador, quanto os dispositivos conectados a ele devem ser capazes de transmitir esse padrão de rede.

Quais as vantagens do Wi-fi 6?

Para entender melhor o que é Wi-fi 6 em termos de relevância não é tão difícil. Basta se atentar as diversas vantagens que esse novo padrão de rede é capaz de oferecer. Além de ser o que há de mais moderno em conexões sem fio, a conexão Wi-Fi 6 apresenta ainda as seguintes vantagens:

1.      Maior velocidade de navegação

A geração de conexão Wi-Fi 5 é capaz de chegar a uma velocidade de navegação de 3,5 Gbps. Enquanto isso, o Wi-Fi 6 foi projetado para alcançar uma velocidade de até 9,6 Gbps. Ou seja, isto representa um aumento de Wi-Fi em torno de 40%. Além disso, esse novo padrão de rede funciona nas frequências 2,4 GHz e 5 GHz.

Para alcançar essa alta velocidade, a tecnologia Wi-Fi 6 conta com um sistema inovador e eficiente de codificação de dados. Nesse sistema, mais blocos de dados são compactados nas mesmas ondas de rádio. Além disso, os chips internos responsáveis pela codificação e decodificação dos sinais tornaram-se mais poderosos, aumentando assim a velocidade.

2.      Mais dispositivos conectados

Apesar de poder alcançar até 9,6 Gbps, na pratica é quase que impossível um único dispositivo utilizar toda essa velocidade. Pensando nisso, o Wi-Fi 6 foi desenvolvido para possibilitar um número maior de dispositivos em uma mesma rede. Ou seja, os 9,6 Gbps podem ser divididos em até 8 aparelhos e mantendo uma velocidade alta para cada dispositivo.

Para manter a qualidade em cada aparelho conectado simultaneamente, implementou-se no Wi-Fi 6 a tecnologia Orthogonal Frequency Division Multiple Access.

Basicamente, essa tecnologia permite classificar um canal sem fio em diversos subcanais. E cada subcanal possui capacidade de transportar dados para dispositivos diferentes. Como resultado se obtém uma mesma taxa de transferência, só que com maior resistência a interferências de sinal.

3.      Maior abrangência de locais

O Wi-Fi 6 também otimizou a tecnologia MIMO (Multiple Input Multiple Output). Dessa forma, agora é possível implantar mais antenas em um dispositivo, mantendo a qualidade de comunicação entre os aparelhos.

Com esta melhoria, é possível implementar o novo padrão de rede em locais públicos. Desde shoppings, até aeroportos, supermercados e em outros lugares com grande fluxo de pessoas. Dessa forma, o Wi-Fi 6 colabora ainda mais para o processo de transformação digital.

4.      Videoconferências 4K e IoT

Conhecido também como Ultra-Alta Definição (UHD), 4K é a maior resolução disponível no mercado até o momento. A alta velocidade de navegação da conexão Wi-Fi 6 proporciona permitir a transmissão de videoconferências em resoluções 4K sem travamentos. E sem nenhuma interferência de navegação.

Além disso, esse novo padrão de rede visa dar melhor suporte aos dispositivos inteligentes ou Internet das Coisas (IoT). Isso permite a diminuição de obstáculos no desenvolvimento de robôs, sensores sofisticados, rastreamento sem fio de bens e de outras tecnologias visionarias.

5.      Economia de bateria

A sexta geração de Wi-Fi conta também com o Target Wake Time. Este é um recurso tecnológico que permite aos dispositivos ficar em standby durante a comunicação. Dessa forma, os dispositivos conectados à rede consomem menos bateria.

Isso é possível porque o TWT é capaz de entender com precisão qual é o tipo de dispositivo conectado a rede de acesso. Com essa informação, essa tecnologia permite que os roteadores programem horários de verificação de status de dispositivos.

Ou seja, enquanto o dispositivo aguarda sinais do roteador, o aparelho permanece em modo hibernação. Já quando a rede de transmissão for acionada, automaticamente o aparelho sai do modo hibernação. O intuito da implantação dessa tecnologia no Wi-Fi 6 é conservar a vida útil da bateria dos aparelhos conectados, permitindo assim mais tempo de navegação.

6.      Redução de interferências

A tecnologia Wi-Fi 6 conta também com o recurso Base Service Station (BSS) Color. Esse recurso inteligente possibilita a redução da interferência de redes próximas. Para isso, esse recurso funciona como um marcador que visualiza os sinais vizinhos com cores diferentes e programa para que um roteador em questão evite tais sinais.

Ou seja, assim como o símbolo Wi-Fi com o índice 6 permite que os usuários identifiquem o novo padrão de rede, esse recurso por meio das cores permite que não ocorra interferências entre roteadores. Na prática, esse recurso do Wi-Fi 6 reduz de forma moderna, bem como inteligente, a ocorrência de interferências, sem precisar recorrer a nenhuma barreira física.

7.      Maior segurança

O Wi-Fi 6 oferece a vantagem também de ser mais seguro do que as versões anteriores de conexões. Além do suporte para as tecnologias especificas citadas, como o MIMO, TWT ou então OFDMA, a tecnologia Wi-Fi 6 conta também com suporte a criptografia WPA3. Com a criptografia WPA3, fica mais difícil hackear pontos privados de acesso.

Além disso, o novo padrão de rede conta com a inovação conhecida como Open Roaming Consortium. Essa inovação visa permitir que os usuários se conectem a diferentes redes de Wi-Fi sem a necessidade de realizar login em cada rede Wireless. Ou seja, um dispositivo conseguira migrar com facilidade e segurança em diversas redes de acesso.

O Wi-Fi 6 já é uma inovação que vem sendo cada vez mais implementada nas empresas. Neste ponto, as organizações que contam com a gestão de Telecom saem a frente no mercado. Afinal, uma boa gestão ajuda na adequação dos serviços de telecomunicações de uma empresa para essa mais recente realidade.

Agora você já sabe o que é Wi-Fi 6? Quer implantar no seu negócio? Entre em contato conosco e descubra como aproveitar da melhor forma as vantagens dessa tecnologia na prática!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *