Metas Smart: aprenda o que é e como fazer corretamente

metas smart

Estabelecer metas faz parte da rotina de qualquer empresa. Sobretudo porque são elas que ajudam a equipe a se manter engajada e comprometida para o alcance de objetivos maiores e, com isso, contribuem para o crescimento da corporação. Mas, apesar disso, muitas delas não conseguem definir metas tangíveis ou então mensuráveis. Visando contornar esse problema, várias organizações hoje já estão aderindo as chamadas Metas SMART.

Acompanhe a leitura e compreenda melhor o que são as Metas SMART, como elas funcionam e como criar metas smart corretamente. Confira!

O que são as Metas SMART?

Basicamente, Meta SMART corresponde a uma metodologia que auxilia as empresas na definição de metas inteligentes e alcançáveis. Além de criar, com ela também é possível monitorar metas da equipe, estabelecendo desse modo um planejamento estratégico mais eficaz, levando a uma maior produtividade e melhores resultados.

Sua principal característica consiste em estabelecer critérios por trás dos objetivos nos quais a empresa quer atingir. Na verdade, é como se fosse uma espécie de checklists, já que cada meta criada é desenvolvida, verificada e avaliada, em relação ao que se pretende alcançar.

Por que aplicar metas SMART na sua empresa?

Utilizar metas SMART sem dúvida simplifica a forma como uma empresa projeta suas metas e lida com seus objetivos. Sobretudo porque através desse método, é possível ter mais clareza sobre aonde se quer chegar.

Mais do que isso, as metas SMART ajudam o gestor a motivar e engajar sua equipe, mantendo-a sempre caminhando em direção ao alcance de objetivos tangíveis. Segundo pesquisa feita pelo Haygroup, uma boa liderança influencia em até 45% o nível de clareza que um funcionário precisa ter sobre o trabalho que desenvolve na empresa. E isso acaba impactando no modo com o superior monitora e recompensa seu desempenho.

Ou seja, as metas smart acabam facilitando a percepção dos gestores em relação aos impactos das pequenas ações no trabalho sobre os objetivos que a empresa deseja alcançar.

Além disso, com esse método é possível ainda ter um controle maior sobre o cumprimento de ações realizadas para atingir cenários futuros. Em outras palavras, usar metas SMART lhe permite gerenciar metas, objetivos e pessoas de uma forma muito mais simples e prática.

Veja a seguir quais outras vantagens as metas SMART podem oferecer para sua empresa:

1. Maior produtividade

A principal vantagem em aderir às metas SMART é o crescimento da produtividade. Quando a equipe conhece as razões pelas quais está se empenhando, elas se motivam mais e passam a apresentar um maior rendimento no trabalho.

Sobretudo porque dessa forma fica fácil para elas visualizar o caminho a ser percorrido, bem como antecipar possíveis desafios e barreiras e focar seus esforços em ações visando atingir os objetivos traçados. Mas isso só é possível quando as metas estão bem claras e definidas.

2. Certeza de foco

Basicamente as metas SMART ajudam a convergir a atenção dos funcionários para o que realmente importa, contudo, somente aqueles capazes de contribuir de algum modo para o alcance da meta é que devem fazer parte desse processo. Assim, evita-se dispersões e ruídos desnecessários.

Ou seja, com as metas SMART sua empresa tem à disposição um método muito útil para otimizar o foco da sua equipe e, com isso, viabilizar resultados melhores e mais rápidos para sua empresa.

3. Facilidade em fornecer feedbacks

Ao ter metas traçadas e de fácil verificação, é muito mais prático para o gestor identificar os avanços e o que precisa ser melhorado em cada equipe. Por isso, o feedback fica assertivo e facilitado, pois cada equipe apresenta evoluções específicas.

Como criar metas SMART corretamente

metas smart

No geral, as metas SMART  são compostas por 5 critérios, que correspondem a cada letra que compõe a sigla. Veja:

S — Specific ( Específica)

Aqui você deve ter atenção em criar metas que sejam claras e de fácil compreensão. Mas, ao mesmo tempo, específicas e que direcionam para um resultado factível.

Quando as metas são específicas é mais fácil concentrar os esforços necessários para obter um resultado adequado. Quanto mais ampla a meta, mais difícil de atingir o objetivo final. Sobretudo porque na realidade há um objetivo maior, mas para alcança-lo é necessário projetar vários outros objetivos menores.

Então, a sugestão aqui é desmembrar seu objetivo maior em vários outros que culminem para o resultado final ser satisfatório. Para isso você pode se questionar sobre:

  • O que minha empresa necessita realizar?
  • Por que isso é relevante?
  • Quais as pessoas envolvidas nessa meta?
  • Onde vai acontecer o trabalho?
  • Há recursos para serem usados?
  • Quanto vai ser gasto para atingir?

M — Measurable (Mensurável)

O principal objetivo das metas SMART é criar metas mensuráveis, ou seja, que possam ser medidas. A equipe precisa ter bem claro para onde está caminhando. Ao final de um período estipulado é necessário compreender o que se atingiu de fato.

Quando a equipe não consegue perceber essa evolução acaba se desmotivando. Portanto, ao estabelecer suas metas, elas precisam ser mensuráveis e avaliadas com base em KPI’s ou indicadores de desempenho.

E como saber se uma meta é ou não mensurável. Para isso, basta fazer os seguintes questionamentos:

  • Qual resultado quero atingir com essas metas?
  • Quanto tempo levarei para alcançar as metas?

A — Achievable (Atingível)

Após criar um objetivo atingível e mensurável, chegou a hora de entender se ele é alcançável. Por mais desafiadora e estimulante que seja uma meta, se ela não for possível de atingir a equipe vai desanimar ao longo dos dias.

Quanto mais claras forem as possibilidades de atingir as metas, mais clara se torna a visão sobre o caminho para obter os resultados. Ou seja, metas fora da realidade são fáceis de serem desviadas do plano final.

Aqui você deve se questionar sobre:

  • Como posso atingir esse objetivo?
  • Quão realista é a meta? Faça pesquisas e verifique dados que corroborem com o resultado que você deseja atingir.

R — Relevant, (Relevante)

Até aqui já compreendemos que as metas smart precisam ser específicas, mensuráveis e atingíveis. Mas, além disso, elas também precisam ser relevantes, ou seja, elas precisam fazer sentido.

Sendo relevantes, as metas demonstram que todo seu esforço e da sua equipe estão impactando de algum modo o sucesso da empresa. E isso acaba sendo fundamental para manter a equipe motivada e engajada.

Neste aspecto também é importante que o gestor analise se a meta condiz com a realidade da sua empresa. Sua relevância precisa e deve gerar um efeito direto sobre a empresa, mas para isso, é preciso que haja esse alinhamento.

Para saber se sua meta é relevante, questione-se sobre:

  • Sua meta parece valer a pena?
  • Essa meta tem importância neste momento?
  • A meta está alinhada a outros esforços que estão sendo feitos agora?
  • Sua equipe é a adequada para este objetivo?

T — Time based (Temporal)

Por último, mas não menos importante, uma meta adequada possui um prazo para ser alcançada. Por isso, é necessário ter um limite de tempo para que a meta seja atingida. Claro, que este tempo deve ser estimado de forma adequada.

Não deve ser um tempo muito longo e nem muito curto. A definição do tempo depende da expansão da meta. Os prazos são importantes porque trazem para o grupo a sensação de desafio, motivando a equipe para alcançar os resultados.

Para definir o tempo ideal para alcançar a meta se faça essas perguntas:

  • Quanto tempo vai precisar para alcançar a meta?
  • Quando deve ser finalizado?
  • Se houver envolvimento de terceiros, quanto isso vai impactar no prazo final do desenvolvimento da meta?

Não esqueça que as metas SMART servem para que sua equipe esteja caminhando para os mesmos objetivos que a empresa. Por isso, estabelecer um tempo é importante, pois a equipe se mantém mais focada, porque sabe que não pode “perder” tempo.

Exemplo prático de como criar metas smart

A fim de simplificar o entendimento sobre como criar metas smart vamos citar um exemplo de como fazer esse processo na prática.

Lembre-se que o primeiro ponto a ser observado é a especificidade, então vamos usar como exemplo o seguinte objetivo “Melhorar a margem de lucro da minha empresa”. Então para definir metas SMART nesse caso deve-se considerar os critérios abaixo:

  • Específico: devo ajustar a receita em 10%. Para isso, é preciso cortar despesas, assim como buscar um local com aluguel 5% mais barato que o atual.
  • Mensurável: Preciso aumentar o volume de vendas nos próximos 12 meses, captando o dobro de clientes do ano anterior.
  • Atingível: treinar a equipe para dar um suporte melhor ao cliente, oferecendo um relacionamento de qualidade e investir em estratégias de marketing;
  • Relevante: quando mudar o local por outro com aluguem mais barato, o custo operacional da minha empresa vai reduzir e a margem de lucro aumentará;
  • Temporal: aumentar o lucro em um prazo de 1 ano.

Como ter bons resultados com as metas SMART?

Percebe como é fácil de aplicar as metas SMART? Agora vamos citar algumas dicas para contribuir com seus resultados positivos ao usar as metas. Veja abaixo:

  • Monitore com frequência o desempenho, não avalie os resultados somente no final, a cada etapa avançada faça uma avaliação. Assim fica mais fácil corrigir possíveis erros;
  • Envolva sua equipe, compartilhe com eles suas metas e delegue entre os membros, isso vai aumentar o comprometimento;
  • Apresente os resultados, ao atingir as metas, não deixe de comunicar aos envolvidos como foi o impacto e os resultados para a empresa.

Portanto, agora que você já sabe como funciona e como criar as metas smart coloque as dicas em prática e tenha bons resultados em sua empresa!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.