<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1616712345234498&amp;ev=PixelInitialized">
SOLICITE ATENDIMENTO

BLOG MOBILIT

Excelência em gestão de despesas de telefonia móvel, fixa e dados.

Vai viajar? Evite surpresas, saiba mais sobre o Roaming Internacional

Postado por Mobilit em 09/01/2015 11:30

mob_dez_09Nem só de negócios vive o homem.

Você que passa o ano trabalhando duro para encontrar as melhores oportunidades de negócio e economia, que é atento aos gastos desnecessários em sua empresa, deve ser um grande gestor também no período de férias.

As viagens de férias geralmente são as mais esperadas, é onde podemos tirar uns dias e esquecer da rotina.

Você faz tudo certo, de forma organizada, sempre que vai viajar. Escolhe um ótimo destino internacional, e começa a economizar e a planejar com antecedência.

Passagens, hotéis, transporte, alimentação, passeios, tudo para a família poder desfrutar de momentos agradáveis.

Até aí tudo bem, e o passeio transcorre às mil maravilhas, e um detalhe que nem passa pela sua cabeça é o uso que você faz do celular e continua fazendo da mesma forma no exterior. Tirando fotos, conversando com seus amigos na internet, fazendo e recebendo ligações e postando suas aventuras nas redes sociais.

Afinal, smartphones servem pra isso, não é mesmo?

Pois é, mas quando chegar a conta no mês seguinte, sua viagem terá sido realmente inesquecível, só que por outros motivos…

Com faturas estratosféricas relatadas por usuários no exterior (R$1.000,00 a R$ 6.000,00 em média) o Roaming internacional é um tremendo furo no orçamento.

Se está pensando em viajar para o exterior e pretende usar durante a viagem, esteja preparado.  Em solo internacional, as altas tarifas de roaming causam calafrios, e muitos preferem deixar seus aparelhos no Brasil enquanto viajam.

O cuidado com smartphones deve ser redobrado, para que o uso da internet móvel não se traduza em uma conta “assustadora” na volta.  

Para evitar esse enorme transtorno, conheça algumas dicas de como agir nesses casos, e como contratar pacotes junto às operadoras:

Pacotes – Se o uso do celular é indispensável, considere a contratação de pacotes de voz e dados, aonde as tarifas e o preço por dia de utilização são tabelados de acordo com a operadora em questão (os preços podem variar muito de uma para outra). Atenção, lembre-se de que há uma taxa para ativação e cobrança por minutos adicionais em muitos casos.

Chip local – Se pretende ficar muito tempo fora, pode ser mais vantajoso comprar um chip “gringo”, e pagar tarifas locais. Lembre-se, quando estamos em Roaming, pagamos tanto pelas ligações feitas, como pelas recebidas.

Cuidado na Europa – Prática muito comum na Europa, os “mochileiros” que percorrem vários países deste diminuto porém riquíssimo continente devem estar atentos, pois há cobrança de roaming entre os países pelos quais você passa.

SMS – Mesmo custando mais caro no exterior, podem ser uma opção se pretende apenas se comunicar por mensagens breves e rápidas.

Smartphones – Oferecem o maior perigo, pois podemos gastar sem ao menos usá-los. Antes de viajar, desative o roaming internacional e também a rede 3G. Caso contrário, irá consumir dados ao sincronizar e-mail e atualizar automaticamente aplicativos, por exemplo.

Só o WI-FI Salva – Sempre que possível, utilize o wi-fi de hotéis e estabelecimentos (são muitos), e mesmo que sejam pagos, na maioria dos casos saem mais em conta.

Aplicativos – WhatsApp, Skype, FaceTime, Viber e apps semelhantes realizam ligações através de créditos próprios ou através do Wi-Fi. Utilize-os.

Aluguel de linha – Existe a opção de alugar uma linha estrangeira aqui no Brasil, aonde é cobrado uma taxa e mais a tarifação local mínima.

New Call-to-action

É possivel contestar a conta?

Se no seu caso o estrago já foi feito, é possível tentar contestar os altos valores juntos às operadoras.

Se houve falta de informação por parte da operadora na ativação do serviço de roaming, o consumidor pode questionar os valores.

As operadoras são obrigadas a informar o consumidor sobre os valores das tarifas e de comunicar quando o limite está próximo de ser atingido (através de um sms, por exemplo).

Em caso de descumprimento destes procedimentos, o usuário pode contestar o valor diretamente com as operadoras, antes de tentar algum orgão de defesa do consumidor.

Esperamos que estas dicas lhe ajudem a viajar preparado, e que você possa criar o hábito de incluir as telecomunicações como parte de seu planejamento familiar.

New Call-to-action

 

Topics: Roaming Internacional, Economia, tecnologia móvel

Posts Recentes

Tópicos

veja todos

Inscreva-se para receber novidades