<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=1616712345234498&amp;ev=PixelInitialized">
SOLICITE ATENDIMENTO

BLOG MOBILIT

Excelência em gestão de despesas de telefonia móvel, fixa e dados.

Considerações sobre o Office para iPad

Postado por Mobilit em 10/04/2015 11:30

mobilit_blog_02Este artigo foi originalmente publicado no blog da MGITECH e reproduzido aqui com permissão. Acesse o conteúdo original aqui.

Com o recente lançamento do Office para iPad, o tablet da Apple tem chances de se tornar um grande atrativo para a mobilidade corporativa. Será mesmo?

Vamos ponderar a utilização de tablets convencionais comparados aos tablets robustos com sistema Windows.

Para termos conclusões mais acertadas, considere estes pontos:

1. Custo total da posse (total cost of ownership – TCO)

O TCO, ou custo total da posse, é uma estimativa projetada para avaliar os custos diretos e indiretos relacionados à compra de todo o investimento importante, tal como softwares e hardwares, e o gasto inerente a tais produtos para mantê-los em funcionamento (manutenção, reparos, etc).

De acordo com as pesquisas em um período de 3 anos, o TCO de tablets robustos é menor do que os convencionais, ou seja, o custo total entre aquisição, implementação, manutenção e reparos um tablet robusto é menor do que um convencional.

Não se esqueça também de incluir nas despesas o custo mensal cobrado pelo uso dos aplicativos do Office.

2. Pronto para operar

O MS Office possibilita grande produtividade em mobilidade, e integra-se totalmente com o Windows, obviamente.

Muitas aplicações corporativas de ponta rodam no Windows, e não possuir total compatibilidade com o sistema significa ter de instalar outros apps e softwares para adaptação, aumentando os custos em implementação e possíveis treinamentos.

3. Demandas do Workflow (fluxo de trabalho)

De longe o ponto mais importante a considerarmos, consiste em delimitar quais rotinas deseja automatizar e os quais serão os requisitos específicos para a sua equipe.

Entender o workflow é essencial para selecionar as suas necessidades em mobilidade, assim como tecnologia de suporte como acessórios, serviços de envio de dados em tempo real, adaptações em veículos e software.

O primeiro passo é analisar a rotina de trabalho no momento presente, e então definir o que pode ser melhorado, o que pode ser mais eficiente. Questione:

  • Em qual o ambiente os profissionais trabalham (interno, externo, condições ambientais), predominantemente?
  • Quão remotamente trabalham os funcionários? Quão móveis precisam ser?
  • Você precisa de soluções sempre conectadas ou somente armazenar informações para envio posterior?
  • Seus funcionários precisam de mais energia (bateria), transporte específico de equipamentos ou veículos adaptados?
  • Precisa de scanner de código de barras ou câmera?
  • Qual o sistema operacional indicado para rodar todos os aplicativos?
  • Os dados são computados melhor via teclado, toque, ou caneta stylus?
  • Quão específico é o trabalho e qual o nível de segurança necessário?

Por exemplo, um médico socorrista precisa estar com as mãos livres, portanto precisa de um suporte adaptado para operar o tablet apenas por toque.

Alguns profissionais não poderão carregar a bateria nos locais de trabalho, portanto serão necessárias baterias de alta capacidade.

Profissionais de seguradoras trabalham muito com fotos, portanto precisam de uma interface intuitiva para captura de imagens e software para documentação.

Pondere essas informações ao definir o seu campo de atuação, e escolha a melhor opção para a sua empresa.

Se o seu caso demandar alta performance, eficiência em todos os tipos de ambientes externos, baixíssimos custos com manutenção e reparos e segurança, considere conhecer mais sobre os tablets robustos disponíveis no mercado, eles são uma excelente ferramenta.

New Call-to-action

 

Topics: Mobilidade Corporativa, Office para iPad

Posts Recentes

Tópicos

veja todos

Inscreva-se para receber novidades